quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Boa tarrrrrdeeeeeee

Isso mesmo, muita energia  para todos e estamos a partir da zero hora de hoje em clima de fim de semana e dos melhores, posso afirmar!
Tudo em clima de carnaval, muitos já saíram de nossa terrinha hoje pela madruga, afinal será um super feriado não é mesmo, ou seja, tudo volta ao normal no dia primeiro março. Eu serei um desses, pode apostar!!
Pois apenas quinta e sexta que vem farão parte da semana com tudo funcionando normalmente .
Assim vamos emendar tudo né?
Afinal nós brasileiros de verdade, que somos, amamos um feriado  prolongado ou eu estou errado? Um excelente  carnaval pra todos até sexta-feira  que vem.
  
Rota, aumento da passagem e auxiliares de bordo
são discutidos em reunião na Câmara Municipal

Os vereadores da Câmara de João Monlevade reuniram-se com o proprietário da empresa Enscon Viação, Eduardo Lara, com o gerente Maciel Gomes, e com o chefe do Setor de Trânsito e Transporte (Settran) da Prefeitura, Breno Lima, na manhã desta quarta-feira, 22.
Djalma justificou o encontro, afirmando que a oportunidade era de esclarecer aos vereadores e consequentemente à população, as principais dúvidas sobre os serviços prestados pela Enscon. Belmar Diniz, Sinval Dias e Cláudio 

Cebolinha reafirmaram as palavras do presidente. Já Fábio da Prohetel foi o primeiro a fazer questionamento, em especial sobre reclamações dos motoristas. “A informação que tenho é que quando o ônibus é assaltado, o motorista é  que tem que arcar com o ônus, sendo descontado o valor de seu salário. É triste ver que um trabalhador perde dinheiro por algo que não tem culpa”, declarou. Especificamente sobre esta questão, Eduardo esclareceu que só é descontado quando o motorista não apresenta o boletim de ocorrência. “Inclusive este assunto é de comum acordo com o sindicato da classe”, esclareceu Eduardo.

Gentil Bicalho também fez uso da palavra e elogiou a postura da empresa que presta serviço há muitos anos no município. “No entanto, há reclamações sobre a falta de cobradores, pois o motorista tem que devolver troco, contar dinheiro, o que atrasa a viagem e os horários dos ônibus”, disse.  Já Toninho Eletricista solicitou da Prefeitura maior atenção sobre os pontos de ônibus. “Estão muito precários. E é preciso ainda que a Enscon reavalie a acessibilidade dos veículos”, enfatizou.

Planilha e aumento da passagem
Sobre a planilha de custos, Eduardo destacou que é uma planilha de amplo acesso da população e que é discutida todo mês, junto ao Conselho Municipal de Transportes. “Atende amplamente ao município. E não são todos os custos da empresa que são contemplados na planilha. Medicina do trabalho, bilheteria eletrônica, GPS, aparatos tecnológicos para a prestação do serviço, são exemplos disso”, enfatizou.

Outro dado apresentado pela empresa é que o custo dos cobradores foi retirado da planilha. “O movimento começou no governo do ex-prefeito Gustavo Prandini. Hoje, se tivéssemos os cobradores, a passagem subiria para R$4,08. E os profissionais que faziam este serviço foram aproveitados pela empresa em outras funções”, justificou Eduardo.
 Cíntia Araújo/Acom CMJM
  

Não deixe o samba morrer /// não deixe o samba acabar o morro foi feito de samba///de samba pra agente sambar...

Um excelente carnaval.
Corra de confusão.

Das drogas.
Do exagero nos goles.


FIQUEM COMIGO E COM DEUS, HOJE E SEMPRE!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário